top of page
  • youdataconsultoria

A ciência aprendeu com a pandemia, e você?

Ninguém passa impunemente por uma situação como a que estamos passando no Brasil e no mundo. Toda a tecnologia e conhecimento que achávamos que tínhamos sobre doenças e vírus se mostrou ineficaz na hora da crise. Infelizmente, muitas vidas foram perdidas em pleno século XXI pela Covid-19 (da família de um vírus já conhecido). A natureza é implacável e nos mostrou que não temos controle sobre ela.

Sobre a natureza não temos controle, mas de que maneira podemos utilizar a tecnologia e o conhecimento que temos hoje para garantir que nossas decisões, não de vida ou morte, mas de negócios, sejam mais assertivas?

Segundo Rita Sallam, vice-presidente de Pesquisa do Gartner, “para inovar seu caminho em um mundo pós-Covid-19, os líderes de data & analytics precisam de uma velocidade e escala de análise cada vez maiores em termos de processamento e acesso para obter sucesso diante de mudanças de mercado sem precedentes”.

Por exemplo, durante a Pandemia tem sido fundamental o uso da tecnologia para que milhares de documentos de pesquisa, notícias e ensaios clínicos sejam combinados de forma a apoiar a decisão de médicos e gestores na identificação dos melhores caminhos, tentando minimizar ao máximo erros que possam levar a mais tragédias humanas.

Acho que todos concordam que a tecnologia de dados e análises está sendo vital no processo atual. E porque, então, não aproveitar e entender de uma vez que ela é o caminho com menos obstáculos para se chegar a uma decisão que beneficie não apenas a empresa, mas todos os stakeholders?

As empresas foram “obrigadas” a quebrar diversos paradigmas, como o teletrabalho ou home office. Para nós, latinos, o cara a cara o qual estamos acostumados teve que se adaptar em questões de dias para contato por telefone, Zoom, Teams ou Skype. Se teremos uma forma totalmente nova de trabalhar eu não sei, o tempo dirá; mas o que tenho certeza é que a pandemia provou que dados e informações são a mola mestra da tomada de decisão... E não dá mais para abrir mão deste facilitador.

Segundo o Gartner, até 2023, mais de 33% das grandes empresas terão analistas praticando inteligência de decisão, incluindo modelagem de decisão. São várias disciplinas que fornecem uma estrutura para ajudar os líderes a projetar modelar, alinhar, executar, monitorar e ajustar modelos e processos de decisão no contexto de resultados e comportamento de negócios.

Sua empresa está se preparando para essa revolução que os dados e informações estão realizando em um mundo cada vez mais conectado, rápido e competitivo?


A ciência aprendeu, e muito, com a pandemia. E você?


1 visualização0 comentário
Logo-YouData-(N).png
bottom of page